Maratona de Berlim: atletas amadores vs Quenianos?

No último domingo tivemos a realização da Maratona de Berlim, e com ela a expectativa de quebra do recorde mundial da maratona já que a lista de atletas era considerada a mais forte de todos os tempos. A expectativa se justifica já que 6 dos 7 tempos mais rápidos já registrados em uma maratona foram obtidos no percurso alemão. A prova foi vencida por Eliud Kipchoge ( o mesmo que correu em 2:00:25 no experimento Breaking2 da Nike) em 2:03:32. O tempo foi justificado pela chuva que caiu durante a prova e atrapalhou o ritmo dos atletas de elite

Mas como a performace do maratonista amador se compara à maratona de 2h03min do queniano?

Essa foi a questão que o Blog do Strava se propôs a responder, usando os dados das atividades registradas pelos amadores usando o aplicativo.

Tempo

Para você ter uma idéia enquanto Kipchoge estava cruzando a linha de chegada, o corredor médio havia cumprido apenas 57% do percurso!

Quando o queniano cruzou a linha de chegada o corredor médio ainda estava no km 23!

Estratégia de Prova

Parte do sucesso do queinano se deve ao fato de ele ter mantido o ritmo constante durante toa a sua prova. E embora já tenhamos discutido isso outras vezes aqui no espirito outdoor (Veja Dicas para melhorar o seu pace e Como correr sua melhor maratona), a estratégia não é tão fácil de ser implementada por alguns com a ansiedade da prova. O corredor médio teve uma variação de 24 segundos por quilômetro, enquanto Kipchoge variou menos de 7 segundos entre o seu melhor e pior quilômetro na prova.
E no quesito pace as meninas são muito mais eficientes, conseguindo manter o seu pace de maneira mais eficiente se comparado com os corredores homens.

Pace médio

O corredor médio tem o seu recorde pessoal da milha (1600m) em 5’57” (3’42″/km), Kipchoge entretanto, correu a milha em 4’43” (2’56″/km) 26 vezes.

Como ele consegue correr tão forte assim?

Além da predisposição genética e da dedicação do atleta profissional o STRAVA sugere que parte desse sucesso se dá pela quantidade de quilômetros rodados pelos atletas profissionais.

Em média o atleta amador que se prepara para a maratona corre 48km semanais, nas 12 semanas que antecedem a prova. Já os atletas profissionais em média crrem mais de 200km por semana, ou o equivalente a quase 5 maratonas semanais.

Incrível não?

 

Gostou de nossos artigos e quer recebê-los por email? É só clicar aqui!

Conheça os nossos programas de treinamento!

Leia mais sobre o assunto

Deixe um comentário!